Blindagem
Patrimonial

Descubra se sua empresa está correndo riscos e saiba como blindar o seu patrimônio através de uma ferramenta baseada no Direito norte-americano.

ASSISTA AO VIDEO

Reproduzir vídeo

Saiba mais sobre o método

Um dos segredos do sucesso de grandes empresas americanas não é o simples fato de serem americanos ou estarem no topo da economia mundial.

Vai muito além disso!

Diferente do direito brasileiro, os americanos são estimulados periodicamente a buscar um Direito Preventivo.

"Mas o que seria isso?"

Em curtas palavras, seria a capacidade de antever qualquer problema, em qualquer área do direito, antes que de fato ele seja instaurado.

O segredo do sucesso americano passa pelo trilho da prevenção de futuros problemas, que possivelmente poderiam interromper a chegada até esse resultado.

99 % DAS EMPRESAS INSTALADAS NO BRASIL ESTÃO EXPOSTAS A RISCOS.

É com base nessa cultura “pós-problema” que muitos advogados no Brasil são chamados para blindar as empresas quando o conflito já está em esfera judicial.

No Brasil, tivemos uma tentativa, embora falha, de Blindagem Patrimonial.

Em 1976 surge a Lei nº 6.404/1976, que traz o conceito de holding ao país. Através desse conceito, muitos advogados começaram a “vender” as holdings como uma uma blindagem patrimonial, mas esse conceito é equivocado.

Isso porque uma holding sozinha não garante a blindagem de uma patrimônio de uma forma completa.

As holdings servem apenas como uma forma de proteção jurídica de um patrimônio, e não garantem, portanto, a prevenção de outros riscos que podem estar relacionados ao funcionamento de determinada empresa, que são inúmeros.

Então, a blindagem patrimonial que é difundida atualmente, não passa apenas de uma blindagem jurídica do patrimônio.

Ou seja, essa holding aplicada aqui no Direito brasileiro, não blinda a empresa ou o empresário de todos os riscos que de fato possam estar expostos.

Conclusão, quase 100% das empresas instaladas no Brasil continuam vulneráveis.

CONFIRA OS DADOS

Por que empresas americanas não estão expostas a esses riscos?

Dentro do direito americano, existem duas ferramentas que também atuam no direito brasileiro, mas pela abrangência e complexidade em vários âmbitos jurídicos não funcionam.

Compliance

A primeira ferramenta é o Compliance, que é responsável por agir com as regras internas e externas de cada empresa.

Due Diligence

A segunda ferramenta é a Due Dilligence, que é a prática de investigação e análise de riscos de um empresa que engloba desde os aspectos contábeis e patrimoniais.

É por isso que toda empresa, para blindar o seu patrimônio, precisa cumprir dois requisitos considerados fundamentais:

Apresentar aos advogados todos os fatos da empresa que possam a colocar em risco, antes que se tornem um problema concreto e irreversível.

Aplicar na sua empresa todas as técnicas jurídicas disponíveis para a prevenção de riscos e proteção do patrimônio.

O grande segredo é ter em mãos o conhecimento da previsibilidade de riscos com o intuito de eliminá-los ou diminuí-los, antes que o conflito judicial se de início sendo extremamente caro, cansativo e prejudicial para a empresa.

Como ter uma blindagem patrimonial sem correr riscos?

Apesar de tudo: Sim, ter uma blindagem patrimonial no Brasil adequada é possível.Depois de estudar toda essa metodologia americana de prevenção e unindo as técnicas que lá utilizam às questões jurídicas brasileiras que envolvem empresas e empresários, eu desenvolvi um conceito totalmente novo que garante, de fato, uma blindagem completa, que não abrange somente o patrimônio, mas todas as áreas passíveis de risco dentro de uma empresa, que possam eventualmente colocar em risco suas atividades.

Essa blindagem é feita em 3 passos:

Como diagnosticar minha empresa?

Justamente por esse tipo de prática ser comum no direito norte-americano, mas escassa no ordenamento jurídico brasileiro que eu, Raul Bergesch, desenvolvi e tenho aplicado o diagnóstico com a primeira etapa para a prevenção de riscos, com muita assertividade nas mais variadas empresas dos mais diversos setores do mercado brasileiro.

Para que a sua empresa se desenvolva, e não se torne apenas mais uma que faliu entre tantas, é necessário antes de mais nada, entender onde e em qual nível está a exposição de riscos dela.

Todas as áreas da sua empresa precisam ser diagnosticadas de maneira minuciosa, para que a verificação de possíveis riscos sejam de fato encontradas.

Essa é a etapa inicial e essencial para que seja montado um plano de ação.

Assim como você faz exames para verificar se está doente, a sua empresa também precisa ser diagnosticada para saber como está a sua saúde financeira, fiscal, trabalhista, tributária, e mais tantas áreas passíveis de existência de riscos.

Fundou em 2016 o escritório Raul Bergesch Advogados, que hoje conta com 4 unidades físicas e uma equipe full-service para atender todas as demandas que envolvem a área empresarial, tendo como objetivo a prática de uma advocacia inovadora e eficiente.

Hoje, além de ser especialista em Blindagem Patrimonial, é também o nome mais reconhecido no mercado quando se fala no assunto, isso porque já efetuou a Blindagem de dezenas de empresas e empresários em todo o país, dos mais variados portes e segmentos.

A Blindagem Patrimonial é uma ferramenta de prevenção de riscos e proteção de patrimônios desenvolvida pelo próprio Raul, com base em práticas do Direito Corporativo norte-americano, que é pautado pela prevenção.

Ao longo desses anos de atuação na área, Raul conheceu a história de diversos empresários que tinham construído grandes legados, mas que por não se prevenirem dos riscos aos quais suas empresas estavam expostas, acabaram perdendo tudo.

Pensando nessas histórias trágicas, que poderiam ter tido um final diferente se tivessem sido tomadas as medidas preventivas, somadas aos riscos aos quais uma empresa está exposta no Brasil, que são vários, em virtude da burocracia e quantidade de normas e leis que envolvem o Direito Empresarial no país, e às práticas do Direito Corporativo norte-americano, que é pautado pela prevenção, ou seja, busca prevenir o risco ao invés de resolver o problema depois dele já ter acontecido, é que Raul desenvolveu esse conceito de Blindagem Patrimonial, que é capaz de diagnosticar os riscos aos quais a empresa e o empresário estão expostos, do mais remoto, ao mais previsível, e montar um plano de ação para que todos esses riscos sejam eliminados, se possível, ou reduzidos ao máximo, garantindo, assim, a Blindagem da empresa como um todo.

É por toda essa segurança garantida através da Blindagem Patrimonial e pela eficácia das medidas aplicadas dentro dela que Raul possui este reconhecimento tão grande no mercado, pois essa ferramenta desenvolvida por ele é legítima e validada por todos os empresários que hoje desfrutam da tranquilidade de ter sua empresa, o seu legado, devidamente blindado.

OAB/RS 96.721 e OAB/SP 439.262

Essa não é uma página de serviço

Respeitando o Código de Ética da OAB, a nossa sociedade de advogados não oferece a você uma prestação de serviço, mas a possibilidade de te alertar para cada ponto que merece atenção dentro da sua empresa.

Além do mais, a Blindagem Patrimonial é uma necessidade muito desconhecida por parte de grandes empresários brasileiros, os quais fazem parte de uma massa importante de sustentação da economia nacional.

Dessa forma, quanto melhor o empresário estiver preparado, melhor será para a economia do País, inclusive para a geração de emprego e renda.

CNPJ: 29.227.770/0001-53 | Política de privacidade | Termos de Uso 

Rolar para cima